Views
1 year ago

Abril de 2017

  • Text
  • Rover
  • Projeto
  • Velar
  • Equipe
  • Tecnologia
  • Forma
  • Bonanza
  • Anos
  • Viagem
  • Apenas
Apresentação do novo New Range Rover Velar | Entre em uma das casas mais exclusivas do planeta | A relação do homem com os cães | Um passeio épico pela Ilha de Skye | O lendário Beechcraft Bonanza sobe aos céus

“A PROCURA DO BONANZA

“A PROCURA DO BONANZA NUNCA DECRESCEU” 62

SOBREVOAR WICHITA A fábrica Beechcraft em Wichita, Kansas, EUA, é o berço do Bonanza desde 1947. Atualmente, funcionários como Becky Doerfler e a sua pistola de rebitar (em baixo, à esquerda) garantem que o legado sobrevive Empunhando a sua pistola de rebitar, Becky Doerfler coloca-se junto à fuselagem parcialmente montada de um Beechcraft Bonanza com as suas filas de rebites dourados orgulhosamente colocados sobre o primário verde azeitona nos flancos. Quantos milhões de rebites, eu me pergunto, terá Doerfler colocado ao longo da sua carreira de 40 anos na fábrica Beechcraft em Wichita, Kansas? Uma longa vida de trabalho num avião extraordinário. Extraordinário porque quando Becky Doerfler disparou o seu primeiro rebite numa fuselagem, quando começou a trabalhar na empresa Beechcraft em 1976, o Bonanza já tinha 30 anos. Este ano celebra o 70.º aniversário. E que notáveis foram estas sete décadas. A história do agora lendário avião começou durante a Segunda Guerra Mundial, quando milhares de aeronaves saíam das fábricas da Beech Aircraft Corporation. Nessa época conturbada, o fundador Walter Beech sonhava com um avião para os tempos de paz e queria atender à demanda por uma aeronave leve e fácil de pilotar, acreditando que ela surgiria entre executivos, profissionais e milhares de pilotos treinados para a guerra. A aeronave que o projetista principal Ralph Harmon e a sua equipe conceberam foi o Bonanza, tendo o primeiro protótipo decolado em dezembro de 1945. A fabricação teve início em 1947 – exatamente um ano antes de o Land Rover Série I começar a sair da fábrica da Rover em Solihull. O resto, como se diz, é história. Tom Turner é o editor da revista oficial de entusiastas do Bonanza, a ABS Magazine, e pilota estas aeronaves há mais de 30 anos. A lufada de euforia que experienciou na primeira vez que levantou num Bonanza nunca mais o abandonou. “Nessa altura, eu era um jovem instrutor e um dos meus alunos levou-me numa viagem curta num modelo da década de 1950 de sua propriedade. Fiquei tão impressionado com a sensação de robustez, a excelente visibilidade, a simplicidade ergonômica do cockpit que, bem, nunca mais deixei de os pilotar desde então”. Para entender verdadeiramente o sucesso do Bonanza, primeiro temos de observar o projeto revolucionário. Construído na vaga de modelos de aeronaves leves do pós-guerra que procuravam capitalizar os gigantescos desenvolvimentos da tecnologia aeroespacial dos anos de guerra, o Bonanza oferecia algo novo, explica Turner. “Provavelmente, a ergonomia ainda nem existia como conceito na década de 1940”, diz Turner. “Mas foi isso que Ralph Harmon e os seus colegas fizeram mesmo bem com o Bonanza, muito melhor do que qualquer outra das aeronaves de pequeno porte dessa época. Perceberam O LEGADO SOBREVIVE O último dos atuais Land Rover Defenders saiu da linha de produção de Solihull em 29 de janeiro de 2016, pondo fim a um processo de fabricação que atravessou quase sete décadas. No entanto, brevemente, o legado do veículo icônico vai ser revitalizado e um verdadeiro sucessor do Defender vai ser lançado antes do fim da década. que as pessoas não queriam apenas um avião, queriam que ele fosse ergonômico, que tivesse um bom visual e que fosse confortável e agradável de pilotar”. Segundo Turner, o interior do Bonanza utilizava muitas ideias inspiradas nos avanços no projeto automobilístico do pós-guerra e era essa sensação de luxo e conforto que realmente atraía os clientes dos tempos de paz. Tal como o Land Rover Série I da mesma época, o método de montagem do Bonanza também era inovador. Quando o Bonanza começou a ser comercializado, a maioria das aeronaves leves eram ainda construídas a partir de uma estrutura de tubos de aço com um revestimento de tecido, ao passo que o novo Beechcraft adotou os ensinamentos e as técnicas das fuselagens de alumínio rebitado desenvolvidas durante os últimos anos da guerra. Ensinamentos que foram também adotados do outro lado do Atlântico e que levaram a Land Rover a criar uma carroçaria de alumínio rebitada como uma fuselagem. Leve, resistente e fácil de montar. 63

 

Land Rover

Revista ONELIFE

 

A revista Onelife da Land Rover traz histórias do mundo todo que celebram a força interior e a motivação para ir além.

Os veículos da Land Rover vão above and beyond, para lhe ajudar a aproveitar ao máximo o seu mundo. A última edição da Onelife oferece essa filosofia para sua sala de estar com narrativa evocativa e fotografia impressionante. Experimente uma rica variedade de perspectivas de todo o mundo: de eco-inovadores na China aos testes em estradas na Grécia e arquitetura modernista na Alemanha.

A biblioteca

Maio de 2019
Outubro de 2018
Abril de 2018
Novembro de 2017
Abril de 2017
Outubro de 2016

Na cidade somos todos pedestres.

Jaguar Land Rover Limited: Registered office: Abbey Road, Whitley, Coventry CV3 4LF. Registered in England No: 1672070

Os números referentes ao consumo de combustível são resultado de testes oficiais do fabricante em acordo com as leis da UE, possuindo função puramente comparativa. O consumo efetivo de um veículo pode diferir dos alcançados em tais testes.