Views
6 months ago

Abril de 2018

  • Text
  • Rover
  • Carro
  • Primeiro
  • Rovers
  • Anos
  • Mundo
  • Motor
  • Primeira
  • Aventura
  • Jaguar
Viagem no tempo ao Nascimento do primeiro Land Rover | Como a Land Rover conduziu aventuras e explorações científica ao longo dos anos | O Editor da GQ Dylan Jones discute o tema “inspiração” como Diretor de Design Gerry McGovern | Explorando o potencial de impacto da eletrificação e dos veículos | Conquistando os 999 degraus até o topo do Heaven’s Gate, na China

O MUNDO DA AVENTURA “

O MUNDO DA AVENTURA “ A C H E I Q U E E R A U M V E Í C U L O SIMPLESMENTE FANTÁSTICO.” GAVIN THOMPSON Castelo de Eastnor, Ledbury, Reino Unido. Estamos no fim de dezembro de 2017, e um Range Rover do começo de 1971 reencontra seu primeiro motorista. No entanto, não se trata de um Range Rover qualquer, e Gavin Thompson não é um motorista qualquer. O VXC 765K participou da Expedição British Trans- Americas e foi um dos dois primeiros veículos a percorrerem toda a Rodovia Pan-Americana, de 30.000 quilômetros, o que incluiu cruzar o famigerado Estreito de Darién, entre 1971 e 1972. Alto e de olhar firme, brincalhão e direto, Gavin Thompson foi um dos intrépidos integrantes. Em 1968, ele estava servindo o exército britânico na Alemanha. Conhecido no regimento como “Wheels” (“Rodas”, em inglês), por ter aprendido a dirigir aos quatro anos de idade, foi incumbido de “arrumar” o setor de transporte motorizado do regimento. Era o início de um longo relacionamento com o Land Rover, veículo preferencial do setor. Foi essa combinação das habilidades dele ao volante, acesso a um Land Rover novinho em folha e um talento inato para fazer contatos que levaria à inscrição, mediante convite, no rali Londres- Sydney de 1968. Apesar de a tração nas quatro rodas ter sido removida (porque o rali a tinha considerado “desleal”), o Land Rover guiado por Gavin se saiu bem. Logo depois, em meados de 1970, o novo e revolucionário Range Rover foi lançado e recebeu consagração universal. Com um argumento de vendas digno das grandes produções teatrais londrinas, “O Carro para Todas as Intenções” definiu novos padrões, e um certo Gavin Thompson foi fisgado logo de cara por esse SUV de luxo realmente vanguardista. Ele conta, empolgado: “Achei que era um veículo simplesmente fantástico.” Acima: o par de Range Rovers da expedição se saiu bem em toda a exigente jornada de 30.000 quilômetros, especialmente no Estreito de Darién. À direita: 45 anos depois, Gavin Thompson se sente à vontade guiando mais uma vez o VXC 765K no Castelo de Eastnor, mesmo lugar onde protótipos do Range Rover foram testados no fim dos anos 1960. Sem sombra de dúvida, foi devido à rede de contatos de Gavin que ele foi procurado pelo Comitê da Expedição British Trans-Americas, chefiado pelo major do exército John Blashford-Snel, o qual lhe pediu que montasse uma equipe para dirigir do Alasca ao Cabo Horn. Um porém: o Estreito de Darién, entre o Panamá e a Colômbia. Conhecido na região como “El Tapón” ou “O Tampão”, esse estreito de 160 quilômetros era (e é) um trecho de floresta tropical em grande parte intransitável, repleto de matas e vida selvagem. Não há pontes, estradas ou trilhas – apenas vegetação rasteira densa e interminável. No papel e, como se constatou, no terreno, o Range Rover tinha tudo que era necessário para a tarefa. Ao falar com o então presidente do conselho da companhia automobilística British Leyland, Lorde Stokes, Gavin explicou por que queria Range Rovers na expedição, dizendo que eles ofereciam “um potente motor V8 a gasolina, suspensão com molas de longo curso líder da categoria e níveis inéditos de conforto para o motorista e os passageiros” e que eram “rápidos pra danar”. Na selva, o carro também seria testado como nunca, algo essencial para não deixar nenhuma dúvida quanto às capacidades do novo veículo. Para a expedição, dois Range Rovers receberam argolas de reboque resistentes, barras de proteção sob medida e um revestimento para o tanque de gasolina. Um guincho cabrestante acionado pelo motor também foi instalado em cada veículo. Para aumentar o espaço de carga, o banco traseiro foi reduzido a um assento individual. Homem de cavalaria, Gavin insistiu que os veículos fossem pintados de azul e branco, as cores do regimento. Em dezembro de 1971, os dois veículos seguiram de avião até Anchorage, e a expedição começou. Percorrendo uma média de 800 quilômetros por dia, FOTOS: BRITISH MOTOR MUSEUM HERITAGE TRUST (4) 46

RIGHT XXXXXX 47

 

Land Rover

Revista ONELIFE

 

A revista Onelife da Land Rover traz histórias do mundo todo que celebram a força interior e a motivação para ir além.

A Land Rover sempre significou liberdade de ir a qualquer lugar e a capacidade de fazer qualquer coisa quando se chegar lá. A última edição da revista Onelife saúda este espírito, transportando você ao redor do mundo para celebrar as aventuras que vão do exótico à rotina do dia-a-dia – de uma cidade no Himalaia Indiano onde clássicos Land Rover Série 1 e 2 reinam soberanos, até o incrível County Donegal, na Irlanda, onde o velejador Monty Halls curte sua família à bordo de um Discovery. 

A biblioteca

Outubro de 2018
Abril de 2018
Novembro de 2017
Abril de 2017
Outubro de 2016

Na cidade somos todos pedestres.

Jaguar Land Rover Limited: Registered office: Abbey Road, Whitley, Coventry CV3 4LF. Registered in England No: 1672070

Os números referentes ao consumo de combustível são resultado de testes oficiais do fabricante em acordo com as leis da UE, possuindo função puramente comparativa. O consumo efetivo de um veículo pode diferir dos alcançados em tais testes.