Views
1 year ago

Maio de 2019

  • Text
  • Nova
  • Ainda
  • Apenas
  • Shenzhen
  • Evoque
  • Anos
  • Vida
  • Mundo
  • Cidade
  • Rover
Shenzhen por Range Rover Sport PHEV | Um primeiro passeio no novo Range Rover Evoque | Arquitetura modernista da metade do século na Alemanha | George Bamford conta o que faz verdadeiro luxo | Conheça o moon-walker Charlie Duke | Subcultura de Carnaval no Brasil

XXXXXXX LEFT

XXXXXXX LEFT 54

VIAGEM Pessoas como o inventor de tecnologias Robin Wu (no alto, à direita) e o fundador de laboratório de inovação Seth Li (à esquerda) são a força motriz por trás da ascensão de Shenzhen como polo de ideias pioneiras. Shenzhen tem algumas respostas elegantes incorporadas a seu DNA. Do outro lado das águas da baía de Shenzhen, montanhas bojudas erguem-se, verdes, para fora da bruma causada pelo calor: é Hong Kong. Essa proximidade trouxe consigo algumas ideias úteis. “Shenzhen aprendeu muito com Hong Kong”, diz Tat. “Hong Kong transformou suas áreas de montanha em parques naturais, e Shenzhen seguiu esse modelo. Agora, metade da área de Shenzhen é verde, o que é quase único na China.” Essa vegetação não está confinada às montanhas, que serpenteiam para o meio dos distritos centrais. Ao cruzarmos a cidade quase em silêncio, graças ao sistema de trem de força elétrico do Range Rover Sport PHEV, todas as vias estão repletas de palmeiras e emaranhados de trepadeiras tropicais. O concreto e o vidro estão justapostos a uma vegetação baixa de diferentes tonalidades. Há plantas pendendo até das laterais dos arranha- -céus. Seguindo esses cinturões verdes, saímos da rodovia para estacionamentos onde há pontos de carga de veículos em meio a palmeiras e gramados. E há água por toda parte – descendo em cascatas, jorrando ou repousando, tranquila. “Todos esses desenvolvimentos sustentáveis são simplesmente uma escolha entre fazer algo melhor ou não fazer nada”, comenta Tat. “A maioria das cidades tem o peso da história, da infraestrutura existente. Shenzhen pode se renovar, e o impulso não vem de cima para baixo. Trata-se de ousadia para assumir riscos – e de implementação. Testar esses sistemas em uma pequena cidade de 100 mil habitantes não revela o valor da inovação. Aqui, você pode aumentar depressa a escala da inovação para uma cidade de 13 milhões. Isso faz com que as novas maneiras de fazer as coisas sejam bem recebidas rapidamente.” Um homem que sabe melhor do que a maioria o valor de seguir o modelo de Shenzhen é Robin Wu. Esse pioneiro e líder em tecnologia personifica o espírito da cidade. Nós nos encontramos no escritório dele no 22º andar, com vista para os campos de golfe e as torres de vidro de Houhai. “Para os nascidos depois de 1980 que vêm a Shenzhen, trata-se de uma passagem só de ida”, diz Robin. “A MAIORIA DAS CIDADES TEM O PESO DA HISTÓRIA, DA INFRAESTRUTURA EXISTENTE. SHENZHEN PODE SE RENOVAR, E O IMPULSO NÃO VEM DE CIMA PARA BAIXO.” “Temos de dar o máximo. A maioria das histórias de sucesso de Shenzhen é de pessoas provenientes de outras províncias, como eu.” Robin nasceu na província montanhosa de Jiangxi. Há dez anos, ele fazia parte de um grupo pioneiro de especialistas em TI que estava criando recursos inovadores para os smartphones, como os cartões SIM duplos. Hoje, sentado em meio a seus protótipos mais recentes, ele acredita que o período de avanço vertiginoso que houve na história de Shenzhen já acabou. “A nova era está caminhando para a inovação e a competitividade de nível internacional, no lugar da mera fabricação”, diz Robin. “Estamos tentando criar produtos que ainda nem existem nos mercados ocidentais.” Ele acomoda na mão sua mais recente inovação: um aparelhinho do tamanho de um cartão de crédito, que se conecta a um smartphone e o transforma – com a ajuda de um projetor ou uma tela – em um notebook. É elegante e muito simples. A empresa de Robin, MeeGoPad, um desdobramento da tradicional fabricante Huajian, é uma célula de inovações que busca assumir riscos criativos. Muitos dos projetos dela usam o crowdfunding como fonte de capital. “A MeeGoPad está mais para um clube”, explica Robin. “Pessoas de diferentes origens se reúnem e compartilham seus conhecimentos para fazer algo novo. A direção da nossa linha de produtos não é fixa; onde há uma necessidade, tentamos atendê-la.” Ele observa, lá fora, os arranha-céus que nos cercam. “O espírito de Shenzhen não tem a ver apenas com o dinheiro”, prossegue. “Tem a ver com motivações mais profundas – como melhorar a vida das pessoas e criar uma comunidade melhor. Dentro desta área, há 300 empresas negociadas em bolsa, mas elas não se esquecem dos pequenos, porque éramos todos pequenos há não muito tempo.” Do outro lado da cidade, o Shenzhen Open Innovation Lab é um espaço cujo propósito é conectar os pequenos – os makers da cidade – às empresas de design industrial. “Fomos fundados como um FabLab”, explica o coordenador de projetos, Seth Li. Ideia surgida nos EUA, um FabLab oferece gestão de projetos, web design, 55

 

Land Rover

Revista LAND ROVER

 

As histórias das mostras da revista Land Rover do mundo todo que celebram a força interna e a inspiração para ir acima e além

A Land Rover não só tem os veículos superiores mais capacitados, mas também um estado de espírito onde um senso de curiosidade, de exploração e de admiração está presente em todas as aventuras da vida. Descubra isso na mais recente edição da Revista Land Rover, desde conhecer um grupo de sobreviventes da Era do Gelo na costa holandesa com o Land Rover Discovery, até a arquitetura sustentável mais inovadora em uma viagem californiana com o Range Rover Evoque.

A biblioteca

Janeiro de 2020
Maio de 2019
Outubro de 2018
Abril de 2018
Novembro de 2017
Abril de 2017
Outubro de 2016

Na cidade somos todos pedestres.

Jaguar Land Rover Limited: Registered office: Abbey Road, Whitley, Coventry CV3 4LF. Registered in England No: 1672070

Os números referentes ao consumo de combustível são resultado de testes oficiais do fabricante em acordo com as leis da UE, possuindo função puramente comparativa. O consumo efetivo de um veículo pode diferir dos alcançados em tais testes.