Views
1 year ago

Abril de 2018

  • Text
  • Rover
  • Carro
  • Primeiro
  • Rovers
  • Anos
  • Mundo
  • Motor
  • Primeira
  • Aventura
  • Jaguar
Viagem no tempo ao Nascimento do primeiro Land Rover | Como a Land Rover conduziu aventuras e explorações científica ao longo dos anos | O Editor da GQ Dylan Jones discute o tema “inspiração” como Diretor de Design Gerry McGovern | Explorando o potencial de impacto da eletrificação e dos veículos | Conquistando os 999 degraus até o topo do Heaven’s Gate, na China

XXXXXXX LEFT 1997 | O

XXXXXXX LEFT 1997 | O Controle de Descida de Ladeiras estreia no novo Freelander 1998 | A segunda geração do Discovery é lançada no Salão do Automóvel de Paris 2001 | O Freelander passa a ser vendido nos EUA, Japão e Oriente Médio | Outubro: o Land Rover de número 3 milhões é um Freelander V6 01 02 03 01 À vontade em qualquer lugar: o primeiro Discovery em seu habitat natural 02 Um off-road diferente! O Discovery “flutuante” apareceu na regata Cowes Week de 1990 03 Discoverys participaram das edições de 2003 e 2006 do Land Rover G4 Challenge, proeza celebrada com edições especiais na cor Tangier Orange 01 03 PHOTOGRAPHY: XXXXXXXXX XXXXXXX XXXXXXXXX 54 04

A ERA DO DISCOVERY 2003 | O primeiro G4 Challenge usa Discoverys com motor V8 | A edição especial “G4” é oferecida na cor Tangiers Orange 2004 | O Discovery 3 é lançado com o sistema Terrain Response 2006 | O Freelander 2 é lançado no Salão do Automóvel Britânico V8 pilotados por competidores no primeiro Land Rover G4 Challenge, em 2003, que teve o apoio de modelos Discovery Commercial equipados como oficinas móveis. O Série II recebeu elogios da imprensa automotiva e continuou a usufruir da fidelidade dos inúmeros fãs de carteirinha que o primeiro Discovery tinha conquistado. Fotos de espionagem do Discovery da terceira geração, de codinome L319, começaram a aparecer em 2003, quando 75 protótipos passaram por um duro programa de testes ao redor do mundo, inclusive aperfeiçoando seu desempenho em estrada no tortuoso circuito alemão de Nordschleife. A notícia de que uma nova versão estava a caminho fez as vendas do carro que estava saindo de linha atingirem um pico, talvez devido à crença de que a Land Rover não seria capaz de aprimorá-lo, e 7.000 carros adicionais tiveram de ser produzidos. FOTOS: BRITISH MOTOR MUSEUM HERITAGE TRUST (1), GETTY IMAGES (1) “ O Discovery 3 não foi um aprimoramento expressivo do Discovery, e sim um salto astronômico. O carro cresceu a proporções enormes, mas sua presença era ainda maior devido às suas várias habilidades. Ele foi de imediato para o topo da categoria dos veículos off-road grandes, sendo perfeito para percorrer terrenos acidentados, mas sem deixar de lado o conforto e a descontração.” REVISTA AUTOCAR GERAÇÕES EM EVOLUÇÃO Acontece que ela conseguiu aprimorá-lo. O Discovery 3, revelado em Nova York em 2004, foi logo enaltecido por seu design externo marcante e moderno, concebido por Geoff Upex. Foi a primeira reinterpretação completa de sua forma em 15 anos, mas foram mantidos aspectos importantes, como o teto escalonado e a traseira inconfundível. O design renovado da terceira geração exprimia uma engenharia e uma tecnologia totalmente novas das rodas para cima. Nem uma única peça foi reaproveitada da versão anterior. O chassi Integrated Body Frame era um conceito inteiramente novo e, em conjunto com a nova e versátil suspensão independente de braços sobrepostos, proporcionava ainda mais possibilidades de direção na estrada e um avanço irrefreável em situações off-road. A distância bem maior entre os eixos possibilitava uma cabine ainda mais ampla, com espaço extra nos assentos da terceira fileira e um novo conceito de “arquibancada”, que elevava os passageiros das fileiras de trás, dando a eles uma visão mais clara das paisagens extraordinárias às quais o novo Discovery podia levá-los. Assim como o da segunda geração, o Discovery da quarta geração, lançado em 2010, também foi uma variação relativamente sutil do carro anterior, mas alguns deles podem ser identificados com facilidade por seus arcos de rodas na cor da carroceria, em contraste com o plástico preto, mais utilitário, do Discovery 3. A boa notícia era o novo motor diesel twin-turbo LR-TDV6, que reduzia significativamente as emissões em impressionantes 10 por cento, mas aumentava o torque, tão essencial para o avanço constante e impetuoso fora da estrada, em admiráveis 36 por cento. Ele foi um tributo aos engenheiros e à tecnologia da Land Rover, e uma das primeiras provas de que o empenho em reduzir as emissões não precisava comprometer as habilidades de um Land Rover. O Discovery 4 se mostrou um carro tão apreciado quanto os das três gerações que o antecederam e, em 29 de fevereiro de 2012, o Land Rover Discovery de número um milhão saiu da linha de produção em Solihull. A terceira “família” da Land Rover tinha atingido esse marco em apenas 23 anos: cinco a menos do que o Defender original. Para assinalar o milionésimo veículo, iniciou-se a “Jornada do Discovery”, um comboio de Discoverys que saiu da fábrica no Reino Unido, passou por terrenos ESPÍRITO LIVRE Apesar de não ser propriamente parte da família Discovery, o Land Rover Freelander previu de forma brilhante o mercado de SUVs compactos premium, categoria de carros hoje definida pelo novo Discovery Sport. O trabalho no Freelander começou em 1993, e ele foi lançado em 1997 com uma série de características de engenharia inéditas para a Land Rover e que viriam a ser adotadas depois nos outros modelos da empresa. Foi o primeiro Land Rover com monobloco, suspensão independente e motor transversal, e também o primeiro a incluir o conceituado sistema de Controle de Descida de Ladeiras da Land Rover. Os clientes o adoraram, e ele logo se tornou o veículo Land Rover de venda mais rápida na época, o SUV mais vendido na Europa por cinco anos e o SUV mais vendido no Reino Unido desde o lançamento, em 2005. Em 2006, foi revelado o Freelander 2, que manteve o projeto mecânico do original, mas ficou um pouco maior e se encaixou num segmento superior do mercado. E, não obstante sua engenharia mais parecida com a de um carro e suas dimensões compactas, atraentes para famílias, ele continuava sendo um Land Rover capaz, como ficou comprovado pela participação no Camel Trophy e no G4 Challenge. 55

 

Land Rover

Revista ONELIFE

 

A revista Onelife da Land Rover traz histórias do mundo todo que celebram a força interior e a motivação para ir além.

A Land Rover sempre significou liberdade de ir a qualquer lugar e a capacidade de fazer qualquer coisa quando se chegar lá. A última edição da revista Onelife saúda este espírito, transportando você ao redor do mundo para celebrar as aventuras que vão do exótico à rotina do dia-a-dia – de uma cidade no Himalaia Indiano onde clássicos Land Rover Série 1 e 2 reinam soberanos, até o incrível County Donegal, na Irlanda, onde o velejador Monty Halls curte sua família à bordo de um Discovery. 

A biblioteca

Outubro de 2018
Abril de 2018
Novembro de 2017
Abril de 2017
Outubro de 2016

Na cidade somos todos pedestres.

Jaguar Land Rover Limited: Registered office: Abbey Road, Whitley, Coventry CV3 4LF. Registered in England No: 1672070

Os números referentes ao consumo de combustível são resultado de testes oficiais do fabricante em acordo com as leis da UE, possuindo função puramente comparativa. O consumo efetivo de um veículo pode diferir dos alcançados em tais testes.