Janeiro de 2020

  • Bisonte
  • Rover
Surfe na Islândia, que é possível com o novo Land Rover Defender | Fabricação de globos artesanais em Londres com Bellerby & Co | Uma galeria de fotos incríveis com drones | A autora Helen Russell explora o significado da felicidade | Um conto exclusivo de Jean Macneil

Às vezes, as pessoas no

Às vezes, as pessoas no poder esquecem dos pobres. Há pessoas esquecidas lá fora. Quando você luta por uma nação, ou um povo, seu país, eu acho que é diferente. O que vi, foi diferente. Não via isso há muito tempo. Como foi a energia na Nigéria? Muito boa. É uma sensação diferente do Reino Unido. Acho que todos os países prósperos onde há sucesso, não há preocupação real. Mas quando há uma grande divisão, sinto que há uma verdadeira energia. Durante a viagem você tuitou uma música da lenda da música africana Fela Kuti... Conheci o filho dele que está tentando ajudar os pobres. Ele me enviou muitas músicas e disse, você tem que ouvir músicas em busca de inspiração. A melodia que toca dentro de você. Você não pode só ouvir música que fala sobre matar, drogas ou mulheres, porque é com isso que você está alimentando sua mente. Você tem que ouvir música em busca de inspiração. Na indústria do boxe, primeiro é a sua paixão, que é uma causa real. Depois é sobre popularidade e dinheiro. Sua causa se torna apenas um objeto, você não está buscando mais a alma. Você precisa sempre lembrar que você está lutando por um propósito. O pugilista Marvin Hagler disse, "é difícil sair da cama às 5h para trabalhar quando você está dormindo em lençóis de seda." Você concorda? Sim, até certo ponto. Eu me isolei - academia, casa, academia, casa, hotel, férias - mas você ainda precisa confiar em seu próprio instinto. Quando você tem dez pessoas dizendo que algo é bom para você agora, você tem que confiar em seu instinto e se lembrar que essa coisa não é o que te trouxe onde você está hoje. Você é muito próximo do seu pai. Qual o papel que ele teve na sua reconstrução depois da derrota? Eu separo a minha vida no boxe da vida familiar. Meu pai me apoia e é apaixonado, então quando perco ou mesmo quando ganho, ele enlouquece. Boa energia. Mas eu e a minha equipe construímos isto sozinhos. Eu tenho muitas opiniões boas ao meu redor sobre o que eu devo fazer. Então, eu meio que vejo meu pai como meu pai, para o apoio, e para temos um bom relacionamento. Não quero que meu pai se envolva muito no meu esporte. Você disse que aprendeu muito sobre como ser um campeão com Wladimir Klitschko. Sim, falei com Klitschko muitas vezes. Ele disse coisas que eu já sabia instintivamente. “ O QUE SEPARA O BOM DO ÓTIMO b2482 92&$*8(17$ ” Ele me disse coisas sobre meu treinamento que eu não fiz, e que tinha pago o preço por isso. Mas eu supero, reconstruo e vou de novo. Eu adoraria trazer Klitschko, mas eu não trabalho sozinho, somos uma equipe, por isso é uma questão de como ele se encaixaria. Então eu sigo seu conselho a distância e aplico no meu dia-a-dia. O que passa pela sua cabeça 15 minutos antes de uma luta? Quando eu estou lutando eu não posso pensar que, "Se eu ganhar tenho tal festa para ir" ou "Eu tenho que lembrar de ir em tal evento amanhã." Tudo é irrelevante. Eu tenho que ter certeza de que tudo, exceto ganhar a luta, é irrelevante. Quando você está no ringue e você está sendo pressionado onde você acha forças para ir além? Seu corpo não gosta de momentos difíceis. Então, a maioria das pessoas desiste, e isso é o que separa o bom do ótimo - quanto você aguenta. Em dezembro de 2015, quando Dillian Whyte o acertou com um gancho esquerdo e balançou você, você optou por lutar em vez de cair e se recompor. O que o motivou a continuar? Se sei que ainda posso tomar uma decisão de cair ou lutar. Sei que posso lutar. Se eu ainda tenho esse pensamento na minha cabeça, significa que ainda estou em sintonia com o meu corpo. Teria sido diferente se ele me pegasse e eu não soubesse onde estava. Mas quando eu ainda estou de pé, eu fico de pé. Quando eu fui atingido por Ruiz no templo, naquele momento, eu não sabia onde eu estava! Tentei continuar e me levantar, mas foi uma tarefa difícil. David Beckham fala sobre seu gol contra o Wimbledon como sendo o gol que mudou sua vida. Qual foi o soco que mudou sua vida? Não preciso de um soco para me definir. O que mudou minha vida foi entrar na academia de boxe. Como você cresceu tão rápido? Eles viram algo em você na academia? Propósito. Nunca perco o treino. Eu não treino para ficar em forma, eu vivo a vida. No início da minha carreira, essa paixão, que conduz, minha habilidade natural dada por Deus, me fez suceder. Agora, preciso da ciência junto com isso e eu vou ser capaz de reescrever o capítulo no boxe. No boxe amador eu posso demorar três rounds, derrubar um cara, e pronto! Ele não se levanta. Quando você chega a lutadores de nível mundial como Klitschko e Ruiz, eles vão se levantar quando você atingi-los. Agora você precisa de habilidade técnica. Não posso depender da minha força e tamanho. Não vou ter 29 anos para sempre. Um dia meu corpo não será capaz de dar a mesma energia. Então você tem que aprender a ciência do boxe. Você ainda está no auge da sua carreira. Você já pensou sobre o que você vai fazer quando tiver 40 anos e indo para a segunda metade de sua vida? Eu não sei se eu vou estar no boxe, mas sei que vou estar ajudando - captação de recursos, apoiando os pobres. Acho que é importante. Farei palestras motivacionais, porque todos precisam de alguma esperança. E posso estar no Finchley [Clube de Boxe] de vez em quando ajudando alguns lutadores. Mas eu não acho que eu vou estar na indústria do boxe dizendo coisas como, "eu era muito melhor quando eu estava lutando". Vou me afastar disso. Por fim, que conselho você daria a um jovem lutador hoje? Uma coisa? Não tenha outra opção. Faça disso sua vida. Apenas faça tudo. Porque esta jornada requer que você esqueça tudo que aconteceu. Você não pode voltar atrás. FOTOS: WILLIAMS + HIRAKAWA/ AGOSTO 40

 

Land Rover

Revista LAND ROVER

 

As histórias das mostras da revista Land Rover do mundo todo que celebram a força interna e a inspiração para ir acima e além

A Land Rover não só tem os veículos superiores mais capacitados, mas também um estado de espírito onde um senso de curiosidade, de exploração e de admiração está presente em todas as aventuras da vida. Descubra isso na mais recente edição da Revista Land Rover, desde conhecer um grupo de sobreviventes da Era do Gelo na costa holandesa com o Land Rover Discovery, até a arquitetura sustentável mais inovadora em uma viagem californiana com o Range Rover Evoque.

Na cidade somos todos pedestres.

Jaguar Land Rover Limited: Registered office: Abbey Road, Whitley, Coventry CV3 4LF. Registered in England No: 1672070